19/06/17

KOH RONG • UM PARAÍSO FORA DOS RADARES


Começo por uma das ilhas mais incríveis que alguma vez visitei porque esta ilha merece um post a tempo e horas.
Quando pensam que só as ilhas da Tailândia é que fazem jus a fundos de ecrã enganam-se, Koh Rong fez-me quase chorar por ter de ir embora.

Localizada no sul do Cambodja, está a 1 hora de Sihanoukville​, muito perto da fronteira com o Vietnam.
Chegámos a Sihanoukville com os minutos contados, o barco estava a 15 minutos de partir e nós ainda tínhamos de procurar um ATM e negociar uma tucktuck para nos levar ao porto.
Toda uma história para contar.
Chegámos ao porto atrasados e demos graças por neste país nada acontecer a horas, depois de um choradinho deixaram-nos voltar ao centro da cidade para ir levantar dinheiro.

Dica: Anda sempre com dinheiro no bolso e antes de ires para esta ilha prepara-te para um autêntico survivor, não há caixas multibanco, muito pouca rede Wi-Fi, das poucas estradas que há só mesmo em terra batida e vão sempre tentar enganar-te, simplesmente porque és estrangeiro.

Obviamente que o barco partiu uma hora depois. 
Aquele porto era algo de surreal, não vias a cor da água, vias lixo em cima de lixo, casas feitas de lixo e miséria por todo o lado. O cheiro era inexplicável. Nunca diria que ia a caminho do paraíso.

Uma hora depois chegámos a Koh Rong. O céu ficou sem nuvens (primeira vez em 25 dias), calor e uma energia fora do comum. 
Nesta ilha podes encontrar de tudo um pouco, desde um resort maravilhoso sobre a água em que a noite custa nada mais nada menos que 1600€ (o mais barato), como podes encontrar uma cabana à frente da praia por 4€ a noite (negociável).

Sok San Beach Resort (regista num post-it e promete que vais lá um dia) foi o local escolhido para passar estes fantásticos dias, na segunda maior vila desta ilha (não penses que é grande).
Areia branca, água cristalina, corais, conchas, peixes, palmeiras e ZERO turistas, o que podemos querer mais?
Acredito que daqui a uns anos esta ilha não esteja igual, estão a construir vários resorts pela ilha e desde que foi filmado o reality show "Survivor" o turismo tem vindo a aumentar.


Sugestões:

. Snorkeling: Vale muito a pena! Fizemos snorkeling na Tailândia e nem aí vimos um fundo do mar tão bonito como nesta ilha. A água queimava de tão quente que estava e os corais tinham cores que nunca imaginei. Para além disso, no caminho de barco conseguimos ver zonas da ilha em que o acesso só é feito via marítima e as fantásticas praias onde foram filmados os vários Survivors (fake or not... Was awesome!)

. Caiaque: Surreal. Também fizemos caiaque em Koh Lanta (Tailândia) mas aqui sentimos mesmo que estávamos do outro lado do mundo, impossível descrever em palavras a energia que a natureza nos transmite.

. Plâncton luminescente: Não conseguimos ver mas dizem que é das experiências mais fantásticas desta ilha.

. Deslocações: Em qualquer lado podemos alugar mota ou bicicleta , no entanto, esta ilha não foi feita para grandes passeios a duas rodas. Existem muito poucas estradas e as que existem são de terra batida em muito mau estado. muitas das praias só têm acesso de barco visto que a maior parte da ilha ainda é virgem.

. Regatear: Negoceia SEMPRE. Ao contrário da Tailândia, o Cambodja não é barato devido ao Dolar e obviamente que eles olham para nós como a Galinha dos ovos de Ouro. Pedem balúrdios até por uma simples banana. 


Toda esta experiência não teria sido igual sem o maravilhoso STAFF do resort que nos acompanhou. A particularidade do Cambodja é que vamos fazendo amigos ao longo das viagens, sempre tão amáveis e prontos para ajudar. 
Foram 4 dias que podiam ter sido 30.

Dica: Se tiverem tempo visitem Koh Rong Samloem, a ilha que fica mesmo ao lado desta. Nós não tivemos tempo mas vai ser sempre uma desculpa para voltar.

A,♥️









             

WHAT ABOUT ASIA?


Quase todos nós sonhamos largar tudo e viajar pelo mundo de mochila às costas, right?
Depois de um ano de muita pesquisa organizámos calendários e marcámos a viagem que viria a ser das maiores aventuras das nossas vidas.
Uma loucura, 50 dias de viagem, mas era agora ou nunca!
Inicialmente estavam na mesa 6 países mas, apesar de serem uma catrefada de dias, nunca daria para fazer isso tudo e descansar ao mesmo tempo (ou até daria mas eu simplesmente não tenho energia para tanto!).

Fomos num mood em que queríamos conhecer muito mas descansar ainda mais, e sendo que nesta altura do ano entramos na época das chuvas, a probabilidade de chover durante um dia inteiro era grande.
(Nota: Engane-se quem pensa que vai fazer uma viagem destas para descansar) 

Se queres fazer uma viagem destas certifica-te primeiro quais são os melhores meses para o fazer. Tudo tem prós e contras, na low season vês menos turistas mas podes contar com dias de chuva pelo meio, na high season o tempo estará maravilhoso mas a probabilidade de veres praias cobertas de turistas é bem grande.
A mim dá-me uma certa comichão estar rodeada de turistas por isso posso bem com chuviscos. 

Nos próximos posts irei documentar grande parte da nossa viagem, dicas, experiências, lamurias e muito mais, num ambiente informal como se quer. É sempre difícil documentar tudo em pormenor numa odisseia em que até os cheiros servem para contar uma história.

Aceitam-se dicas (muitas).

Hope you love it,
A,


10/02/17

TOUS É AMOR










Necklace - TOUS | Bag - Mint&Nut | Shoes - Okeysi | Jeans - Pull&Bear | Sunnies - Lovely Breeze 


Quando achamos que este dia de S. Valentim será mais um dia igual aos outros, eis que a TOUS nos bate à porta com mais uma magnífica Jóia. Impossível não adorar qualquer peça da TOUS.

Sou sincera, para mim o dia dos namorados dura um ano inteiro. Por mais clichê que possa ser. Já lá vai o tempo em que planeávamos ao pormenor o que iríamos fazer, o que iríamos comprar, o que iríamos vestir... Too much for me!!

Mas como dizer não a um presente perfeito? 
Este ano a TOUS celebra o amor com uma medalha apaixonante, mais uma colecção dedicada ao dia dos namorados recheada de peças delicadas e intemporais.
Podem ver toda a colecção aqui e, como quem não quer a coisa, enviar o link à vossa cara metade.


É de perder a cabeça certo?
Hope you love it
A.

GuardarGuardar

03/01/17

SNACKS SAUDÁVEIS




A entrada no novo ano vem carregada de promessas e todos nós juramos que "este ano é que vai ser!". Quem não pensou para os seus botões que ia comer saudável ou ia ao ginásio dia sim dia não (pelo menos)?!
Fica aqui uma receita saudável (e um bom pré-treino) para quando nos apetece devorar um pacote inteiro de bolachas.

Precisam apenas de:

75g Banana
25g Aveia 
Canela qb
Groselha qb (para quem gosta de tornar tudo um bocadinho mais doce)


Modo de preparação:
Ligue o forno a 160º, misturar todos os ingredientes e dispor (a gosto) a massa no tabuleiro de ir ao forno forrado com papel vegetal.
Deixar cozer aproximadamente 30 minutos, virando as bolachas a meio da cozedura.

Dica: Nada melhor que juntar manteiga de amendoim para ficarem ainda mais deliciosas. Uso a manteiga de amendoim da Prozis, podem ver aqui.

Espero que gostem!
A.






Copyright @ It's Andy. Blog Design by KotrynaBassDesign